Porque o amor da sua vida ainda não chegou…

Relacionamentos

O amor é um estado de espírito que transcende os sofrimentos. Ele nos torna pessoas melhores, e nunca piores.

Pensei ter encontrado o amor por várias vezes. Naquele primeiro namorado e também no segundo, em algumas viagens que fiz e até nesses primeiros encontros casuais que são perfeitos, mas, por algum motivo, acabam sendo os últimos.

Quando o suposto amor chegava o meu corpo se empolgava, minha mente se agitava e meus hormônios provocavam um estado de quase-delírio, imaginando mil situações no microuniverso momentâneo que só existiu dentro da minha cabeça.

Poderia culpar o destino ou cada um dos pobres indivíduos pelo meu suposto infortúnio, até decidir ser honesta comigo e concluir: nunca amei de fato nenhuma dessas pessoas. Em um segundo golpe de honestidade, questionei-me:


Por que, afinal, estivera eu tão preocupada em encontrar o amor da minha vida?

Parece haver uma angústia coletiva em torno do tema dos relacionamentos, indicando que um dos maiores propósitos existenciais é o de se ter companhia.

Essa busca é natural, desde quando deixamos o útero materno. Precisamos de aceitação, acolhimento e contato físico e até o fim da nossa vida esse anseio pela unidade deverá nos acompanhar. O que questiono aqui são as proporções que essas necessidades tomam na sociedade atual, onde há tantas pessoas capazes de qualquer coisa simplesmente para não estarem sozinhas.

Há pessoas que querem impressionar os outros sendo o que não são, umas que se mantêm em relacionamentos abusivos, outras que se apegam aos outros de forma doentia e até as que tem necessidade de machucar os outros para se sentirem bem. São várias situações onde a necessidade de se unir deixa de ser algo natural e humano e torna-se perverso e destrutivo. Será que ainda é possível relacionar-se de forma saudável hoje em dia, com todos os sentimentos negativos que nós humanos carregamos?

A resposta é sim, mas isso tem tudo a ver com nosso estágio evolutivo. Em outros termos, depende do quão maduros estamos para amar.

O primeiro passo é reconhecer que o amor verdadeiro é diferente de tudo aquilo que parece ter se tornado tão normal hoje em dia: cobranças, ciúmes e busca por domínio sobre outra pessoa não estão inclusos no pacote.

O amor é um estado de espírito que transcende os sofrimentos. Ele nos torna pessoas melhores, e nunca piores.

Sabendo disso, o próximo desafio é purificar o coração. Esse é o mais difícil, pois toda a bagagem de humilhações, rejeições e frustrações que tivemos, desde a infância, estarão no nosso subconsciente tentando nos dizer que não conseguiremos e não estamos prontos. É a hora de limpar toda essa sujeira e fazer as pazes (mesmo que em pensamento) consigo e com todos aqueles que você julga que lhe causaram sofrimento. Perdoe com sinceridade, sabendo que essas pessoas foram muito importantes na sua jornada e possibilitaram que você avançasse alguns patamares na sua evolução.

Portanto, se você anda se perguntando por que o amor da sua vida ainda não chegou, pergunte-se primeiro se está pronto para amar.

Ore, reflita sobre si e pratique o amor no dia a dia com todos aqueles que cruzarem o seu caminho. Quando estiver pronto, tenha certeza de que o universo o recompensará.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: konradbak / 123RF Imagens

The post Porque o amor da sua vida ainda não chegou… appeared first on O Segredo – Unidos Somos Um..

Compartilhamos conteúdo de uma grande variedade de fontes. Se você não deseja ter seu conteúdo compartilhado aqui, por favor entre em contato conosco. Gratidão.

Back To Top