Sexualidade e psicotrópicos

Sexualidade

Foi bem desagradável quando me senti feliz e ao mesmo tempo percebi mudanças no meu corpo quando comecei a tomar o combo de remédios que me foi receitado pelo meu psiquiatra para que eu saísse de estado crítico que estava emocionalmente. Existem vários tabus e direi minha experiência pessoal sobre algumas coisas que vocês precisam saber.

Quando comecei a tomar antidepressivos notei certa estranheza na minha libido principalmente quando tentava me masturbar. Fiquei muito cabisbaixo e precisei refletir muito sobre o que estava acontecendo com o meu corpo depois de ter se adaptado com o meu antidepressivo.

O fato é: antidepressivo não deixa ninguém estéril e muito menos “broxa”. É apenas uma mudança que acontece na sua sexualidade que com o tempo você pode até tirar proveito disso.


Alguns psicotrópicos – principalmente os antidepressivos, são usados também para ejaculação precoce e na hora do sexo, eles funcionam exatamente para isso. Por esse motivo você demora tanto tempo para ejacular. O problema não é seu nem da sua parceira. Porém, você pode descobrir coisas bem interessantes se demorar a gozar e tornar isso proveitoso e até prazeroso.

Leia Mais: 6 Reclamações sobre sexo que os terapeutas de casais mais ouvem

Primeiro: sexo é saudável! Masturbação também é, mas acho que a relação sexual com outra pessoa independente do gênero, dá excitação e te dá mais facilidade a chegar ao orgasmo. Como seu orgasmo demora um pouco, você dá mais prazer ao seu parceiro e consequentemente, pode ajudar na parte de você sentir prazer.

Masturbar-se é necessário para você domar o seu corpo! É quase que certo que você não vai gozar em 10 segundos tomando antidepressivo, mas não será interessante e para um prazer maior seu aumentar o tempo do ato sexual? E digo mais, conhecendo o meu corpo como conheço, consigo levar uma mulher ao êxtase do sexo pois demoro a ejacular. Não sou como um adolescente que está no meio de uma puberdade.

Vamos conhecer melhor o nosso corpo e ver que é um grande tabu perder o apetite sexual. Se você tiver dificuldade para descobrir isso sozinho, procure um especialista e converse com ele sobre como você terá melhor prazer e como dar mais prazer no sexo. Ele te encaminhará com dicas valiosas para que você não se prejudique.

Uma coisa entre o casal: diálogo. Se você não conversar com a parceira sobre esse seu “problema” isso pode acabar com um relacionamento. Por isso a conversar é essencial e necessária para manter a harmonia entre o casal dentro e fora do ato sexual.

Conhecer o corpo é tão saudável e se você precisou do psicotrópico é porque foi necessário. Não é fácil conhecer o corpo. Pra mim não foi, é um processo! Mas garanto a vocês que é sensacional quando você consegue domar o sua excitação e praticar o seu amor. Com a pessoa certa então, melhor ainda!

O post Sexualidade e psicotrópicos apareceu primeiro em Fãs da Psicanálise.

Compartilhamos conteúdo de uma grande variedade de fontes. Se você não deseja ter seu conteúdo compartilhado aqui, por favor entre em contato conosco. Gratidão.

Back To Top